A História em video

Loading...

sábado, 31 de maio de 2014

Igualdade entre os gêneros


Ao longo do processo histórico das convivências entre as pessoas, e seus pares, pelos relacionamentos, viver em grupo e/ou em sociedade não é nada fácil, sobretudo entre crianças e adolescentes em sala de aula. Os constantes desentendimentos, conflitos ou outras violências provocadas pelo "bullying", tornam verdadeiros desafios para os educadores ao seu combate.

A Constituição Federal, art. 5º, determina que todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza. Diz, ainda, que homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações e que a lei deve punir qualquer discriminação aos direitos e liberdades fundamentais - individual e coletiva.

E o poeta Nando Reis, cuja letra interpretada pela banda Jota Quest, descreve muito bem a situação fática, real pelas diferenças entre os gêneros, o grau de dificuldade e de reconhecimento de um pelo outro, mas de fundamental  importância a locupletação de ambos.

Eis a letra por análise:

"Faz muito tempo, mas eu me lembro você implicava comigo.
Mas hoje eu vejo que tanto tempo me deixou muito mais calmo.
O meu comportamento egoísta, seu temperamento difícil.
Você me achava meio esquisito, e eu te achava tão chata.


Mas tudo que acontece na vida tem um momento e um destino,

Viver é uma arte um oficio, só que precisa cuidado, pra perceber que olhar só pra dentro é o maior desperdício, o seu amor pode estar do seu lado.


O amor é o calor que aquece a alma.

O amor tem sabor pra quem bebe a sua água.

Eu hoje mesmo quase não lembro que já estive sozinho, que um dia seria seu marido seu príncipe encantado.
Ter filhos, nosso apartamento, fim de semana no sitio, ir ao cinema todo domingo só com você do meu lado" 

E sob este aspecto não haverá sequer nenhuma diferenciação, sobretudo na escola, palco da construção dos conhecimentos, habilidades, competências ... relacionamentos, apesar de entraves pontuais entre os gêneros em razão da idade, formação e locupletação, contudo, real do ser pelo ser.

Na verdade, estudiosos afirmam que, por regra, busca-se no outro o que não encontra-se em si nesmo.
Paradoxo,
dicotomia talvez! 


E mais: